-->
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Arrependimento. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Arrependimento. Classificar por data Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Culto Semanal


Senhoras e senhores, leitores do Blog Evangelismo Sem Placas Nem Fronteiras.
Sejam todos muito bem vindos. Vamos a partir de agora separar esse momento para entrarmos em comunhão com Deus.

Uma excelente manhã a todos.
Antes de darmos inicio ao nosso Culto olvidemos as preocupações, os problemas.
Bem como mágoas, rixas, ódio, rancor.
Caríssimos, tudo é passageiro. Absolutamente tudo.Inclusive nós!  Muitos de nós estamos aqui celebrando este culto de louvor e adoração a Deus, mas, e amanhã? Nem todo mundo estará aqui, digo não aqui lendo os posts deste Blog mas no nosso plano.
Muitos de nós estamos aqui pela última vez.
Então façamos deste encontro com Deus um momento único.
Orando juntos como irmãos que somos em Cristo Jesus.

Busca Inicial


1) Senhor Nosso,amado e querido Deus. Único digno de toda honra e toda glória.
Pecadores que somos ousamos a entrar em Vossa presença. Não para vos pedir, mas, unicamente para Vos agradecer.
Agradecer por esta semana abençoada e produtiva que tivemos em Vossa Santíssima presença.
Graças e louvores a Ti Senhor Deus rendemos por isso.

Preces 


2) Senhor Nosso Deus piedade de vossos filhos e filhas que de coração contrito por força dos pecados e miséria se apresentam a Vós Senhor que viestes resgatar os míseros pecadores, tende piedade de cada
um de nós. Que reconhecendo nossas misérias humanas nos apresentamos a Vós.
Humilhados por conta dos pecados imploramos por Vosso perdão e misericórdia.Tende piedade de nós!
*** Nesse momento faça sua oração particular. Lembrando que a verdadeira oração não é a mecânica, repetitiva. Mas aquela que flui de dentro para fora, naturalmente. Algo que transborda de nosso interior. Então sem receios, reservas entregue-se a Deus, aí mesmo de onde você está, quais seus pecados. Deus quer te ouvir.

Prece de Caritas

3) “Deus nosso Pai, que Sois todo poder e bondade, dai força àqueles que passam pela provação, dai luz àqueles que procuram a verdade, e ponde no coração do homem a compaixão e a caridade. Deus, dai ao viajante a estrela Guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso. Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao espírito, a verdade, à criança o guia, ao órfão, o pai. Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste. Piedade, Senhor, para aqueles que não Vos conhecem, e esperança para aqueles que sofrem. Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores,
derramarem por toda à parte a paz, a esperança e a fé. Deus, um raio, uma faísca do Vosso divino amor pode abrasar a Terra, deixai-nos beber na fonte dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lagrimas secarão, todas as dores acalmar-se-ão. Um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor. Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos.
Oh! bondade, Oh! Poder, Oh! beleza, Oh! perfeição, queremos de alguma sorte merecer Vossa misericórdia. Deus, Dai-nos a força no progresso de subir até Vós, Dai-nos a caridade pura, Dai-nos a fé e a razão, Dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas. O espelho onde refletirá um dia a Vossa Santíssima imagem.”

4) Senhor Nosso Deus piedade de vossos filhos e filhas que de coração contrito por força dos pecados e miséria se apresentam a Vós 
Senhor que viestes resgatar os míseros pecadores, tende piedade de cada um de nós.
Que reconhecendo nossas misérias humanas nos apresentamos a Vós.
Humilhados por conta dos pecados imploramos por Vosso perdão e misericórdia.
Tende piedade de nós.

5) Senhor nosso, amado e querido Deus.
Único digno de toda honra e toda glória
Cá estamos nós Senhor para celebrarmos mais um culto de adoração a Ti.
Que este nosso encontro seja especial, único e exclusivo.
Não sabemos se esta será nossa última noite aqui neste planeta.
Volta Tua face para nós.
Queremos conhecer-Te, queremos receber-Te.
Tem misericórdia Senhor de cada de nós.
Abençoa Senhor este culto.
Abençoa Senhor nosso estudo.
Fala conosco Senhor.
Queremos ouvir-Te, queremos escutar-Te.
Que este salutar estudo nos seja proveitoso e abençoado. Que saiamos daqui renovados, na certeza de que Tu nos falastes.
E se essa nos for a última noite juntos Tu nos receba em Teu plano de amor, justiça e misericórdia.
Em Tuas mãos nos encomendamos desde já.
Oramos todos unidos em nome do Senhor Jesus que com seu sangue vertido na Cruz do Calvário nos resgatou.
Assim o seja.


6) Amado e querido Deus apresentamos a Ti, ó Soberano Deus
Nossa vida, nossos sonhos, projetos e a Te entregamos como oferta.
Toma Senhor tudo é Teu.
Unicamente Teu.
Faça-se, cumpra-se unicamente Tua soberana vontade em nossa vida.
Se for de Tua vontade que tenhamos uma semana abençoada e feliz.
Se não for Senhor Deus rendemos-Te graças do mesmo jeito.
Pois sabemos que tudo coopera para nosso próprio bem e adiantamento moral e espiritual.


Primeiro Livro de Adão e Eva - Capítulo 21

Primeiro Livro de Adão

Capítulo 21 
1 Então Adão e Eva puseram-se à procura do jardim. 
2 E o calor fustigava-os como chamas em seus rostos e eles suavam de calor e choravam perante o Senhor. 
3 Mas o lugar onde eles choravam estava junto a uma montanha alta, defronte ao portão oeste do jardim. 
4 Então Adão lançou-se do topo dessa montanha; sua face ficou dilacerada e também sua carne; muito sangue escorria dele, e ele estava próximo da morte. 
5 Enquanto isso, Eva permaneceu na montanha chorando por ele que assim jazia. 
6 E ela disse: "Eu não desejo viver após ele; pois tudo que ele fez a si mesmo foi por minha causa". 
7 Então ela lançou-se atrás dele e foi dilacerada e retalhada pelas pedras; e jazia como morta. 
8 Mas Deus, o misericordioso, que cuida das Suas criaturas, olhou para Adão e Eva mortos, e enviou-lhes Sua Palavra e ressuscitou-os. 
9 E disse a Adão: "ó Adão toda essa miséria que forjaste para ti mesmo não será eficaz contra Minha regra, nem alterara a aliança dos cinco mil e quinhentos anos." 

Mais uma vez temos Adão e Eva transpassados pelo arrependimento.
Arrependimento esse que ambos carregaram até seus últimos dias.
Como sabemos ambos deixaram-se seduzir pelo poder, ou melhor dizendo promessa dele. Queriam de uma certa forma igualem-se a Deus.
Queriam sua autoridade, seu poder, sua supremacia para si também.
Assim o corre com quem tenta se igualar, equiparar-se a Deus.
Vivem iludidos, cegos e quando essa ilusão, ou melhor dizendo falsa ilusão esvai-se com ela vem o arrependimento.
Sensação de terem sido traídos, descobre-se também que perdeu-se tempo e muito nessa ilusão.
É quando a pessoa ou perde a fé, pois sente-se negligenciada por Deus; "como Deus pode me permitir fazer isso?" - a pessoa passa a culpar a Deus por um erro cometido por ela mesma ou ela sente-se traída ora pelo próprio Deus ora pelo diabo.
Nem ela mesma sabe quem a traiu. Sendo que o erro fora cometido por ela, ela mesma deixou-se cegar pela ganância, pela ambição.
Com o tempo vem a revolta contra Deus, contra sua Palavra é quando passam a zombar de Deus, fazem pilhérias acerca de seus ensinamentos.
Passada a revolta vem a depressão, a pessoa por estar vazia sente-se deprimida.
Bem sabemos que a vida com Deus não é fácil pois requer de nossa parte renúncias constante, requer que andemos na contra mão do mundo. 
Com Deus muitas vezes enfrentamos problemas dificílimos, dolorosos sim. Eu mesma passei por anos de problemas, depressão mas Ele sempre esteve ali por mim e pra mim.
Assim o é com quem tem vida com Ele.
Caríssimos irmãos o que o mundo se nos oferece como opções a vida com Deus, não existe, são meras ilusões.
São o que podemos comparar a ouro de tolo, belo mas falso.
Uma hora esvai-se e o que era belo torna-se feio.
A luz torna-se em trevas.
Não seja como Adão e Eva que deixaram-se seduzir pelos prazeres, pela falsa promessa de poder, status.
Não troque Deus, a vida com Deus por nada.
Não perca sua paz interior, bem estar que somente a vida com Deus pode te proporcionar por nada.
Caso contrário você irá se arrepender amargamente.


7) De fronte dobrada mais uma vez, rendamo-nos ao Senhor Nosso Deus. Adoremo-no em espirito e verdade:
***Nesse momento faça sua oração particular. Lembrando que a verdadeira oração não é mecânica, mas, algo que flui naturalmente. Algo que transborda de nosso interior. Então sem receios, reservas entregue-se a Deus, aí mesmo de onde você está.

8) Pai nosso que estais nos céus
Santificado Seja Vosso Nome.
Venha a nós o Vosso reino.
Seja feita a Tua vontade.
Assim na Terra como nos céus.
O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.
Dá nos Senhor a sabedoria de perdoar aos nossos ofensores como Tu perdoastes teus agressores em Tua crucificação.
Dá-nos a Tua pureza de olhar o outro como a um irmão. 
Sem julgamento, criticas de toda sorte e natureza e a ele estender a mão sem nada esperar em troca.
Não nos deixeis cair nas amarras da amargura, do preconceito, do murmurio, da ofensa e da inveja. 
E todo e qualquer sentimento negativo, que venha nos separar de Ti Soberano Deus de amor, paz e justiça.
Livra-nos de todos os males e daqueles os quais teremos que indubitavelmente passar faz-nos lembrar que tudo coopera para nosso próprio bem, amadurecimento e crescimento espiritual e pessoal.
Assim o seja.

9) O Senhor te abençoe e te guarde
E tenha misericórdia de ti
O Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz
Em nome do Senhor Jesus.
O Senhor faça resplandecer seu rosto sobre ti
Fiquem em paz e que o Senhor te abençoe
Oramos em Nome do Senhor Jesus
Assim o seja!

terça-feira, 3 de abril de 2018

Estudo XXXII - Escritos Apócrifos Primeiro Livro de Adão


Capítulo 32 
1 E Adão e Eva permaneceram na Caverna dos Tesouros até o sétimo dia; eles não comeram do fruto da terra, nem beberam da água. 
2 E quando alvoreceu no oitavo dia, Adão disse a Eva: "O Eva, nós oramos para Deus nos dar alguma coisa do jardim, e Ele enviou Seus anjos que nos trouxeram o que tínhamos desejado. 
3 "Mas agora, levanta-te, vamos até o mar de água que vimos antes, e vamos permanecer em pé nele, pedindo que Deus seja de novo benevolente conosco e nos leve de volta ao jardim: ou nos dê algo; ou que Ele nos dê consolo em alguma outra terra que não essa onde estamos."
4 Em seguida Adão e Eva saíram da caverna, foram e ficaram em pé na beira do mar no qual eles se tinham lançado antes, e Adão disse a Eva: 
5 "Vem, entra neste lugar e não saias daqui antes de terminarem trinta dias, quando eu virei a ti. E ora a Deus com o coração ardente e com voz doce para que nos perdoe." 
6 "E eu irei a um outro lugar, e entrarei nele, e farei com tu." 
7 Em seguida Eva entrou na água, como Adão lhe ordenara. Adão também entrou na água; e eles ficaram em pé orando; e suplicaram a Deus que lhes perdoasse sua ofensa, e que os restituísse ao estado anterior. 
8 E assim eles permaneceram em pé, orando, até o final de trinta e cinco dias.

Adão e Eva ao longo de sua existência, embora tivessem falhado com Deus, traído sua confiança permaneceram-lhe fieis.
Ambos reconheceram sua falta grave, arrependeram-se sinceramente e voltaram aos caminhos do Senhor.
Devotando-lhe suas vidas, sendo-lhe fiéis.
Em tudo rendiam graças e louvores a Deus, tinham-lhe temor.
Podemos tirar  para nós todos uma importante lição. Lição esta que mui certamente mudará nossas vidas para sempre.
Qual?
Quantas vezes pecamos e julgamo-nos tão falhos, tão miseráveis a ponto de acharmos que Deus nos abandonou, nos relegando a quinta categoria. Não é mesmo?
Pois saiba que para Deus não importam seus pecados desde que haja um arrependimento sincero e uma vontade ainda maior para recomeçar.
Adão e Eva certamente pensavam o mesmo, pois haviam traído a confiança de Deus. Adão e Eva muitas vezes como nós olharam para trás e pensaram em desistir e acabar com tudo.
É natural que isso aconteça, pois o pecado pesa. E muito.
Mas, todas as vezes que ambos pensavam em desistir, Deus os chamava de volta.
Quantas vezes você pensou em acabar com tudo e justo no momento em que você já está bem dizer com a corda no pescoço algo acontece e você desiste não é mesmo?
Comigo aconteceu inúmeras vezes.
Quando isso acontece é Deus nos chamando de volta, dizendo: "Filho, filha, não desisti de você tende bom ânimo".
Deus não espera outra coisa de nós senão arrependimento sincero e uma vida voltada para Ele.
E é exatamente o que temos aqui, exemplo de fidelidade e confiança de Adão e Eva.
Pecaram de certo, mas, nem por isso Deus os abandonou. 
Segundos, minutos, horas, dias, meses, anos, décadas, séculos, milênios se passaram e o amor de Deus por suas criaturas só tem aumentado.
Ao contrário do homem que por enxergar somente a carne julga pela aparência, Deus, Deus não.
Deus não julga segundo a carne, mas, segundo o espirito. Deus nos sonda desde o mais intimo de nosso ser. Se Ele ver um arrependimento sincero, vontade de mudar e recomeçar é isso que Ele vai dar, uma segunda chance, por mais que não mereçamos exatamente como fez com Adão e Eva. 

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Estudo XXI - Escritos Apócrifos Primeiro Livro de Adão


Capítulo 21 
1 Então Adão e Eva puseram-se à procura do jardim. 
2 E o calor fustigava-os como chamas em seus rostos e eles suavam de calor e choravam perante o Senhor. 
3 Mas o lugar onde eles choravam estava junto a uma montanha alta, defronte ao portão oeste do jardim. 
4 Então Adão lançou-se do topo dessa montanha; sua face ficou dilacerada e também sua carne; muito sangue escorria dele, e ele estava próximo da morte. 
5 Enquanto isso, Eva permaneceu na montanha chorando por ele que assim jazia. 
6 E ela disse: "Eu não desejo viver após ele; pois tudo que ele fez a si mesmo foi por minha causa". 
7 Então ela lançou-se atrás dele e foi dilacerada e retalhada pelas pedras; e jazia como morta. 
8 Mas Deus, o misericordioso, que cuida das Suas criaturas, olhou para Adão e Eva mortos, e enviou-lhes Sua Palavra e ressuscitou-os. 
9 E disse a Adão: "ó Adão toda essa miséria que forjaste para ti mesmo não será eficaz contra Minha regra, nem alterara a aliança dos cinco mil e quinhentos anos." 

Mais uma vez temos Adão e Eva transpassados pelo arrependimento.
Arrependimento esse que ambos carregaram até seus últimos dias.
Como sabemos ambos deixaram-se seduzir pelo poder, ou melhor dizendo promessa dele. Queriam de uma certa forma igualem-se a Deus.
Queriam sua autoridade, seu poder, sua supremacia para si também.
Assim o corre com quem tenta se igualar, equiparar-se a Deus.
Vivem iludidos, cegos e quando essa ilusão, ou melhor dizendo falsa ilusão esvai-se com ela vem o arrependimento.
Sensação de terem sido traídos, descobre-se também que perdeu-se tempo e muito nessa ilusão.
É quando a pessoa ou perde a fé, pois sente-se negligenciada por Deus; "como Deus pode me permitir fazer isso?" - a pessoa passa a culpar a Deus por um erro cometido por ela mesma ou ela sente-se traída ora pelo próprio Deus ora pelo diabo.
Nem ela mesma sabe quem a traiu. Sendo que o erro fora cometido por ela, ela mesma deixou-se cegar pela ganância, pela ambição.
Com o tempo vem a revolta contra Deus, contra sua Palavra é quando passam a zombar de Deus, fazem pilhérias acerca de seus ensinamentos.
Passada a revolta vem a depressão, a pessoa por estar vazia sente-se deprimida.
Bem sabemos que a vida com Deus não é fácil pois requer de nossa parte renúncias constante, requer que andemos na contra mão do mundo. 
Com Deus muitas vezes enfrentamos problemas dificílimos, dolorosos sim. Eu mesma passei por anos de problemas, depressão mas Ele sempre esteve ali por mim e pra mim.
Assim o é com quem tem vida com Ele.
Caríssimos irmãos o que o mundo se nos oferece como opções a vida com Deus, não existe, são meras ilusões.
São o que podemos comparar a ouro de tolo, belo mas falso.
Uma hora esvai-se e o que era belo torna-se feio.
A luz torna-se em trevas.
Não seja como Adão e Eva que deixaram-se seduzir pelos prazeres, pela falsa promessa de poder, status.
Não troque Deus, a vida com Deus por nada.
Não perca sua paz interior, bem estar que somente a vida com Deus pode te proporcionar por nada.
Caso contrário você irá se arrepender amargamente.

domingo, 26 de fevereiro de 2017


Estudo Bíblico - Gênesis 42

Vendo então Jacó que havia mantimento no Egito, disse a seus filhos: Por que estais olhando uns para os outros?
Disse mais: Eis que tenho ouvido que há mantimentos no Egito; descei para lá, e comprai-nos dali, para que vivamos e não morramos.
Então desceram os dez irmãos de José, para comprarem trigo no Egito.
A Benjamim, porém, irmão de José, não enviou Jacó com os seus irmãos, porque dizia: Para que lhe não suceda, porventura, algum desastre.
Assim, entre os que iam lá foram os filhos de Israel para comprar, porque havia fome na terra de Canaã.
José, pois, era o governador daquela terra; ele vendia a todo o povo da terra; e os irmãos de José chegaram e inclinaram-se a ele, com o rosto em terra.
E José, vendo os seus irmãos, conheceu-os; porém mostrou-se estranho para com eles, e falou-lhes asperamente, e disse-lhes: De onde vindes? E eles disseram: Da terra de Canaã, para comprarmos mantimento.
José, pois, conheceu os seus irmãos; mas eles não o conheceram.
Então José lembrou-se dos sonhos que havia tido deles e disse-lhes: Vós sois espias, e viestes para ver a nudez da terra.
E eles lhe disseram: Não, senhor meu; mas teus servos vieram comprar mantimento.
Todos nós somos filhos de um mesmo homem; somos homens de retidão; os teus servos não são espias.
E ele lhes disse: Não; antes viestes para ver a nudez da terra.
E eles disseram: Nós, teus servos, somos doze irmãos, filhos de um homem na terra de Canaã; e eis que o mais novo está com nosso pai hoje; mas um já não existe.
Então lhes disse José: Isso é o que vos tenho dito, sois espias;
Nisto sereis provados; pela vida de Faraó, não saireis daqui senão quando vosso irmão mais novo vier aqui.
Enviai um dentre vós, que traga vosso irmão, mas vós ficareis presos, e vossas palavras sejam provadas, se há verdade convosco; e se não, pela vida de Faraó, vós sois espias.
E pô-los juntos, em prisão, três dias.
E ao terceiro dia disse-lhes José: Fazei isso, e vivereis; porque eu temo a Deus.
Se sois homens de retidão, que fique um de vossos irmãos preso na casa de vossa prisão; e vós ide, levai mantimento para a fome de vossa casa,
E trazei-me o vosso irmão mais novo, e serão verificadas vossas palavras, e não morrereis. E eles assim fizeram.
Então disseram uns aos outros: Na verdade, somos culpados acerca de nosso irmão, pois vimos a angústia da sua alma, quando nos rogava; nós porém não ouvimos, por isso vem sobre nós esta angústia.
E Rúben respondeu-lhes, dizendo: Não vo-lo dizia eu: Não pequeis contra o menino; mas não ouvistes; e vedes aqui, o seu sangue também é requerido.
E eles não sabiam que José os entendia, porque havia intérprete entre eles.
E retirou-se deles e chorou. Depois tornou a eles, e falou-lhes, e tomou a Simeão dentre eles, e amarrou-o perante os seus olhos.
E ordenou José, que enchessem os seus sacos de trigo, e que lhes restituíssem o seu dinheiro a cada um no seu saco, e lhes dessem comida para o caminho; e fizeram-lhes assim.
E carregaram o seu trigo sobre os seus jumentos e partiram dali.
E, abrindo um deles o seu saco, para dar pasto ao seu jumento na estalagem, viu o seu dinheiro; porque eis que estava na boca do seu saco.
E disse a seus irmãos: Devolveram o meu dinheiro, e ei-lo também aqui no saco. Então lhes desfaleceu o coração, e pasmavam, dizendo um ao outro: Que é isto que Deus nos tem feito?
E vieram para Jacó, seu pai, na terra de Canaã; e contaram-lhe tudo o que lhes aconteceu, dizendo:
O homem, o senhor da terra, falou conosco asperamente, e tratou-nos como espias da terra;
Mas dissemos-lhe: Somos homens de retidão; não somos espias;
Somos doze irmãos, filhos de nosso pai; um não mais existe, e o mais novo está hoje com nosso pai na terra de Canaã.
E aquele homem, o senhor da terra, nos disse: Nisto conhecerei que vós sois homens de retidão; deixai comigo um de vossos irmãos, e tomai para a fome de vossas casas, e parti,
E trazei-me vosso irmão mais novo; assim saberei que não sois espias, mas homens de retidão; então vos darei o vosso irmão e negociareis na terra.
E aconteceu que, despejando eles os seus sacos, eis que cada um tinha o pacote com seu dinheiro no seu saco; e viram os pacotes com seu dinheiro, eles e seu pai, e temeram.
Então Jacó, seu pai, disse-lhes: Tendes-me desfilhado; José já não existe e Simeão não está aqui; agora levareis a Benjamim. Todas estas coisas vieram sobre mim.
Mas Rúben falou a seu pai, dizendo: Mata os meus dois filhos, se eu não tornar a trazê-lo para ti; entrega-o em minha mão, e tornarei a trazê-lo.
Ele porém disse: Não descerá meu filho convosco; porquanto o seu irmão é morto, e só ele ficou. Se lhe suceder algum desastre no caminho por onde fordes, fareis descer minhas cãs com tristeza à sepultura.
Gênesis 42:1-38

Vemos aqui como se encontrava a família de José, qual a sua situação.
Situação de dor, sofrimento e fome.
Teremos também o reencontro entre os irmãos, muito embora José não se tenha permitido revelar-se.
Podemos concluir com isso que Deus de forma sutil, delicada estava procurando reunir a família e trazer os irmãos de José ao arrependimento sincero.
Vemos também neste capítulo que a fome e a escassez vitimou até mesmo a terra prometida.
Podemos concluir a partir disso que nós crentes, devemos estar prontos, preparados a tudo nessa vida, devemos estar preparados a toda e qualquer adversidade desta vida.
Muito embora Deus trabalhe aqui neste plano, seu reino não é aqui.
Tinha tudo para ser aqui neste plano, aqui e agora se não fosse a queda de Adão e Eva ainda no paraíso.
Mas, não vamos nos lamentar não é mesmo?
Deus tem para os que lhes forem fiéis, para os que lhe escutarem, ouvirem suas palavras uma promessa que a de se cumprir não aqui neste plano mas, no outro.
Se perseverarmos até o fim, buscando a Deus, obedecendo-lhe seus estatutos, tendo vida concreta com Ele conheceremos a tão mencionada terra que mana leite e mel, um lugar maravilhoso onde toda dor, todo sofrimento, todo engano não fará mais presente bem como a morte que a esta altura terá sido derrotada de uma vez por todas pondo fim ao luto e a dor da separação.
A vida com Deus, não é regalada, não é fácil.
Deus não nos promete riquezas, Deus não promete poder, títulos, bens.
Deus não promete nada.
Quem promete e prometeu um mundo de poderes, adornado de ouro, prata, diamante, títulos, riquezas, bens foi o diabo quando tentou a Cristo e ainda hoje o diabo continua prometendo.
E muita gente, muita gente mesmo infelizmente dá voz e ouvido a ele.
Muitos tem trocado a palavra de Deus pura, simples que leva não a riquezas, bens, títulos mas ao arrependimento por falsas doutrinas, falsos pastores, cães gulosos, porque não dizermos muitos tem dado voz, vez e ouvido ao próprio anticristo.
A sã doutrina não nos promete nada não nesta vida, não neste plano.
Toda vez que se fala de salvação, arrependimento, vida com Deus muitos se incomodam, o ouvido coça, o corpo parece criar comichão, a pessoa na maioria das vezes se incomoda tanto que vai embora.
E essa mesma pessoa vê no outro lado da esquina, um pregador falando de bens, riquezas, títulos que essa mesma pessoa pode conquistar ainda aqui e essa pessoa fica maravilhada, encantada faz tudo o que aquele pregador manda que se faça, mesmo que seja heresia, mesmo que não esteja na Bíblia.
Muitos tem trocado a Cristo o caminho verdadeiro, pela busca frenética e herética carro importado, uma lancha, por títulos.
Muitos tem trocado o Evangelho genuíno por fábulas meramente humanas.
Muitos tem deixado o Espirito para viver na carne, mesmo que não saiba.
Muitos tem deixado de servir a Deus para servir a homens.
Muitos tem deixado de se curvar ao único e verdadeiro Deus para se curvarem a Baal, ao anticristo.
Toda vez que você rejeita a sã doutrina para dar mérito e crédito a doutrinas que pregam a prosperidade você tem se afastado cada vez, mais e mais de Deus aproximando-se cada vez mais e mais de Baal, ou do anticristo como queiram.
A quem você tem dado ouvidos?
A Deus ou a Baal?
Pense nisso.
Para a salvação não existem atalhos existe sim um único caminho e esse caminho é longo, íngreme e muitas vezes custoso, sofrido e doloroso - este caminho tem nome que é Jesus Cristo, Deus feito homem para remissão dos pecados, cujo resgate foi seu próprio sangue derramado em um madeiro.  


sábado, 16 de junho de 2018

Evangelho no Lar


Primeiramente boa noite a todos.Gostaria de agradecer a todos os leitores do Blog, de um modo mais especial ainda aos leitores que acompanham nosso Evangelho no Lar.
Evangelho, este que realiza-se todo sábado e toda segunda sempre a partir das 20h. 
Portanto sejam todos muito bem vindos a mais um Evangelho no Lar.
Como disse anteriormente e sempre falaremos o mesmo: é recomendado a realização do Evangelho no Lar ao menos uma vez na semana, sempre no mesmo horário. Em família ou individualmente. 
O importante é consagrarmos um momento a uma união com o plano espiritual. Para que haja harmonização do lar, para que haja um equilíbrio espiritual.
Pediria a gentileza do leitores do Blog, em especial dos que acompanham o Blog sempre ao ler, ao participar do nosso Evangelho cinco coisas simples, básicas.  Que todos indistintamente podem fazer.
1- Olvidar todo e qualquer sentimento de mágoa, ressentimento, ira, medo.
2- Serene sua mente, acalme-se. Limpe seus pensamentos.
3- Separe previamente uma jarra, ou copo com água. Água esta que será fluidificada ao término do Evangelho 
4- Feito isso busquem se possível um lugar calmo, aprazível que não sofra com interferências externas.
5- Esqueça por hora os problemas do dia a dia, dissabores, dores, decepções. Que nada venha roubar, interferir sua paz interior, seu equilíbrio físico-espiritual. Você a partir desse momento vai entrar em contato com o nível superior. Senhoras e senhores leitores do Blog Evangelismo Sem Placas Nem  Fronteiras, vamos a partir desse momento iniciarmos mais um, Evangelho no Lar.
Elevemos portanto nossos pensamentos para que assim possamos todos receber ajuda da espiritualidade amiga.

Prece de Caritas
“Deus nosso Pai, que Sois todo poder e bondade, dai força àqueles que passam pela provação, dai luz àqueles que procuram a verdade, e ponde no coração do homem a compaixão e a caridade. Deus, dai ao viajante a estrela Guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso. Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao espírito, a verdade, à criança o guia, ao órfão, o pai. Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste. Piedade, Senhor, para aqueles que não Vos conhecem, e esperança para aqueles que sofrem. Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores, derramarem por toda à parte a paz, a esperança e a fé. Deus, um raio, uma faísca do Vosso divino amor pode abrasar a Terra, deixai-nos beber na fonte dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lagrimas secarão, todas as dores acalmar-se-ão. Um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor. Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos.Oh! bondade, Oh! Poder, Oh! beleza, Oh! perfeição, queremos de alguma sorte merecer Vossa misericórdia. Deus, Dai-nos a força no progresso de subir até Vós, Dai-nos a caridade pura, Dai-nos a fé e a razão, Dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas. O espelho onde refletirá um dia a Vossa Santíssima imagem.”

Abra Seu Coração
A sala estava repleta de convidados, todos curiosos para ver a obra de arte, ainda oculta sob o pano branco.
Falava-se que o quadro era lindo.
As autoridades do local estavam presentes, entre fotógrafos, jornalistas e outros convidados porque o pintor era, de fato, muito famoso.
Na hora marcada, o pano que cobria a pintura foi retirado e houve caloroso aplauso.
O quadro era realmente impressionante.
Tratava-se de uma figura de Jesus, batendo suavemente na porta de uma casa.
O Cristo parecia vivo. Com o ouvido junto à porta, Ele desejava ouvir se lá dentro alguém respondia.
Houve discursos e elogios.
Todos admiravam aquela obra de arte perfeita.
Contudo, um observador curioso achou uma falha grave no quadro: a porta não tinha fechadura.
Dirigiu-se ao artista e lhe falou com interesse: A porta que o senhor pintou não tem fechadura. Como é que o Visitante poderá abri-la?
É assim mesmo, respondeu o pintor calmamente.
A porta representa o coração humano, que só abre pelo lado de dentro.
Muitas vezes mal interpretado, outras tantas, desprezado, grandemente ignorado pelos homens, o Cristo vem tentando entrar em nossa casa íntima há mais de dois milênios.
Conhecedor do caminho que conduz à felicidade suprema, Jesus continua sendo a Visita que permanece do lado de fora dos corações, na tentativa de ouvir se lá dentro alguém responde ao Seu chamado.
Todavia, muitos O chamamos de Mestre mas não permitimos que Ele nos ensine as verdades da vida.
Grande quantidade de cristãos fala que Ele é o médico das almas, mas não segue as Suas prescrições.
Tantos dizem que Ele é o irmão maior, mas não permitem que coloque a mão nos seus ombros e os conduza por caminhos de luz...
Talvez seja por esse motivo que a Humanidade se debate em busca de caminhos que conduzem a lugar nenhum.
Enquanto o Cristo espera que abramos a porta do nosso coração, nós saímos pelas janelas da ilusão e desperdiçamos as melhores oportunidades de receber esse Visitante ilustre, que possui a chave que abre as portas da felicidade que tanto desejamos.
E se você não sabe como fazer para abrir a porta do seu coração, comece por fazer pequenos exercícios físicos, estendendo os braços na direção daqueles que necessitam da sua ajuda.
Depois, faça uma pequena limpeza em sua casa íntima, jogando fora os detritos da mágoa, da incompreensão, do orgulho, do ódio...
Em seguida, busque conhecer a proposta de renovação moral do Homem de Nazaré.
Assim, quando você menos esperar, Ele já estará dentro do seu coração como convidado de honra, para guiar seus passos na direção da luz, da felicidade sem mescla que você tanto deseja.
O olhar de Jesus dulcificava as multidões.
Seus ouvidos atentos descobriam o pranto oculto e identificavam a aflição onde se encontrasse.
Sua boca, plena de misericórdia, somente consolou, cantando a eterna sinfonia da Boa Nova em apelo insuperável junto aos ouvidos dos tempos, convocando o homem de todas as épocas à conquista da felicidade.
Redação do Momento Espírita, com base no verbete Jesus, do livro Repositório de
sabedoria, v. 2, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco,
ed. LEAL e história de autoria ignorada.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 11 e no livro Momento Espírita, v. 4,  ed. FEP.
Em 18.11.2013.
UMA REALEZA TERRENA 
UMA RAINHA DE FRANÇA - Havre, 1863 

8. Quem poderia, melhor do que eu, compreender a verdade destas palavras de Nosso Senhor: Meu reino não é deste mundo? O orgulho me prendeu na Terra. Quem, pois, compreenderia o nada dos reinos do mundo se eu não o compreendesse? O que foi que eu levei comigo da minha realeza terrena? Nada, absolutamente nada. E como para tornar a lição mais terrível, ela não me acompanhou sequer até o túmulo! Rainha eu fui entre os humanos, e rainha pensei chegar ao reino do mundo espiritual. Mas que desilusão! E que humilhação, quando, em vez de ser ali recebida como soberana, tive de ver acima de mim, mas muito acima, pessoas que eu considerava pequeninos e os desprezava, por não terem nas veias um sangue nobre! Oh, só então compreendi a vaidade dos humanos e das grandezas que tão apressadamente buscamos na Terra! Para preparar um lugar nesse reino são necessárias a abnegação, a humildade, a caridade, a benevolência para com todos. Não se pergunta o que se foi, que posição ocupou, mas o certo que fez, as lágrimas que enxugou. Oh, Jesus, o Cristo! Disseste que teu reino não era deste mundo, porque é necessário aprender para chegar ao mundo espiritual, e aprendi que os degraus do trono não levam até lá. São os caminhos mais penosos da vida física os que conduzem a ele. Procurai, pois, o caminho através de espinhos e pedras, e não por entre as flores! Os humanos correm atrás dos bens terrenos, como se os pudessem guardar para sempre. Mas aqui não há ilusões, e logo eles se apercebem de que conquistaram apenas sombras, desprezando os únicos bens sólidos e duráveis, os únicos que lhes podem abrir as portas dessa morada divina. Tende piedade dos que não ganharam o reino do mundo espiritual. Ajudai-os com as vossas preces, porque a prece aproxima o humano do Altíssimo, é o traço de união entre o Céu e a Terra. Não o esqueçais! 

Explanação

Nesta passagem do Evangelho segundo o Espiritismo temos o fiel relato de uma nobre terrena cujos prazeres concentravam-se nos prazeres terrenos.
Totalmente alheia as leis da ação e reação, causa e consequência levou uma vida desregrada, materialista ao extremo.
Como qualquer um de nós, esta nobre julgava-se acima do bem e do mal, possivelmente imortal e blindada as leis divinas.
Ao desencarnar qual foi sua surpresa, como ela mesma nos diz aqui decepção ao deparar-se com sua nova realidade.
Realidade esta onde tudo que conhecia bem como títulos de nobreza, bens ficara para trás.
Restando-lhe senão o arrependimento. Arrependimento este que lhe surgira de forma inexorável e levou-a a alertar a todos quanto lhe fossem possível quanto ao perigo de uma vida desregrada onde a vaidade impera absoluta bem como o materialismo exacerbado, a arrogância com seus arroubos condenatórios.
Caríssimos, o próprio Cristo em seu ministério terreno não apenas nos deixou claro quanto a seu reino não ser deste mundo, como se nos aconselhou a não ajuntar tesouros neste mundo onde a traça corrói e o tempo consome.
Tudo aqui é passageiro, a começar por nós mesmos.
Estamos aqui  apenas de passagem. A título de cumprir pena por crimes de outras vidas por nós cometidos, resgatar o que perdemos em outras existências.
Não que seja errado trabalhar, guardar o salário a título de comprar bens, um melhor padrão de vida para nós mesmos e para os nossos.
Desde que essa ânsia de ter do bom e do melhor não nos corrompa levando-nos a cometer atos abomináveis, agravando com isso nossa pena futura ou mesmo presente.
Muitos acumulam tantos tesouros que mal conseguem dar conta olvidando que quando desencarnar estes tesouros acumulados com tanto esmero, ânsia ficara para trás.
Títulos de grandeza com o tempo serão esquecidos.
Meu irmão, minha irmã viva o presente pensando no futuro. 
Nunca esqueça que a única bagagem que levaremos ao partir é a da moral, da retidão. 
Quanto maior for nossa retidão, nossa moral mais leve essa bagagem existencial o é.
Por conseguinte mais rápida será nossa ascensão ao mundo espiritual elevado de indelével paz e beleza.
Porém quanto menor for nossa retidão ante o semelhante, quanto mais egoístas, vaidosos, materialistas formos mais pesada a mesma se torna. Prendendo-nos a este mundo.
Onde veremos o tempo consumir de forma inexorável tudo o que conquistamos, bens se deteriorando, nossa memória bem como nossas conquistas caindo aos poucos no esquecimento até sumir por completo gerando em nós mesmos sofrimentos.
Não espere desencarnar para compreender a lei da vida. De que tudo, tudo é transitório passa a começar por nós mesmos.

Últimas Considerações
Nunca esqueça que a única bagagem que levaremos ao partir é a da moral, da retidão. 
Quanto maior for nossa retidão, nossa moral mais leve essa bagagem existencial o é.
Por conseguinte mais rápida será nossa ascensão ao mundo espiritual elevado de indelével paz e beleza.
Porém quanto menor for nossa retidão ante o semelhante, quanto mais egoístas, vaidosos, materialistas formos mais pesada a mesma se torna. Prendendo-nos a este mundo.
Onde veremos o tempo consumir de forma inexorável tudo o que conquistamos, bens se deteriorando, nossa memória bem como nossas conquistas caindo aos poucos no esquecimento até sumir por completo gerando em nós mesmos sofrimentos.
Não espere desencarnar para compreender a lei da vida. De que tudo, tudo é transitório passa a começar por nós mesmos.

Passe
O Espiritismo oferece uma visão mais abrangente do assunto que, resumidamente podemos assinalar assim:
  • Passe é uma transmissão conjunta, ou mista, de fluidos magnéticos – provenientes do encarnado –  e de fluidos espirituais – oriundos dos benfeitores espirituais, não devendo ser considerada uma simples transmissão de energia animal (magnetização).
  • A aplicação do passe tem como finalidade auxiliar a recuperação de desarmonias físicas e psíquicas, substituindo os fluidos deletérios por fluidos benéficos; equilibrar o funcionamento de células e tecidos lesados; promover a harmonização do funcionamento de estrutura  neurológicas que garantem o estado de lucidez mental e intelectual do indivíduo.
  • O passe é, usualmente, transmitido pelas mãos, mas também pode ser feito pelo olhar, pelo sopro ou, à distância, por intermédio das irradiações mentais.
  • A transmissão e a recepção do passe guarda relação com o poder da vontade de quem doa as energias benéficas e de quem as recebe.
  • A cura verdadeira das doenças está relacionada ao processo de reajuste do Espírito, que pode  extrapolar o limite de tempo de uma reencarnação, sendo o passe apenas um instrumento de auxílio.
  • Para prevenir-se contra enfermidades ou perturbações,não previstas na Lei de Causa e Efeito,  é necessário que a pessoa defina e siga uma programação de melhoria moral, de esclarecimento espiritual.
Para Emmanuel, assim (...) como a transfusão de sangue representa uma renovação das forças físicas, o passe é uma transfusão de energias psíquicas, com a diferença de que os recursos orgânicos são retirados de um reservatório limitado, e os elementos psíquicos o são do reservatório ilimitado das forças espirituais.

Encerramos aqui mais um Evangelho no Lar.
Agradecemos a Deus e a Espiritualidade Amiga pelas salutares palavras e pela presença amiga neste Evangelho.


   

Prece aos Desencarnados

Caríssimos irmãos e irmãs em Cristo Jesus Irmanados na mesma fé, lembremo-nos hoje de nossos irmãos e irmãs que desencarnaram em meio a...